Blog

Mindful eating em ambientes sociais? É possível?

Segundo Moreira (2010), a história do homem se confunde com a história da alimentação. A partilha de alimentos, também denominada comensalidade, é prática característica do Homo sapiens, desde os tempos de caça e coleta. A ciência começou a reconhe­cer que os valores simbólico, emocional e histórico dos alimentos e das suas preparações culinárias também possuem importância para a saúde.

A alimentação é, na maioria das vezes, um processo voluntário, influenciado por fatores culturais, econômicos e psicológicos e como fenômeno social vai além da dimensão biológica de consumir os nutrientes necessários à sobrevivência, à satisfação das necessidades fisiológicas pois está recheada de diversos significados.

Para nós brasileiros, nem tudo que alimenta é sempre bom ou socialmente aceitável, ou seja, para nós, não basta ser alimento que pode ser consumido para nos manter vivos; precisa ser comida, ou seja, aquilo que se come com prazer.

Comer acompanhado, porém, nos coloca necessariamente diante do outro, do grupo, de alguma companhia, utilizando o ato de comer como veículo para relacionamentos sociais. Neste mesmo raciocínio, a origem da palavra companhia deriva da palavra latina companion significa: uma pessoa com quem partilhamos o pão”; cultivamos amizade.

Mais recentemente, diversos estudos mos­traram que as circunstâncias que envolvem o ato de comer – o local, o estresse, a interação social – são determinantes na quantidade e na qua­lidade dos alimentos consumidos.

O mais recente Guia Alimentar para a População Brasileira considera em suas recomendações a comensalidade e o modo como se come, recomendando o comer com atenção, de forma mais lenta, sem envolvimento com outras atividades, bem como o comer em companhia de familiares, amigos ou colegas de escola/trabalho; entendendo que características como tempo, atenção e companhia à mesa são determinan­tes para uma alimentação saudável e para a saúde. O novo guia canadense sugere também que as pessoas cozinhem mais e comam com outras pessoas reservando um tempo maior para se alimentar; em outras palavras, mindful eating.

A presença de outras pessoas durante o ato de comer também pode impactar profundamente o consumo alimentar. Comer em companhia traz inúmeros benefícios; suprindo uma necessidade de contato, reforçando laços sociais e, para crianças e adolescentes, a frequência de refeições em família foi associada com maior qualidade da dieta, menor ocorrência de distúrbios alimentares e de sintomas depressivos além de proteger da obesidade.

Comer em companhia traz ainda outros benefícios como:

Fortalecimento de laços afetivos – Ao sentar em torno da mesa divide-se mais que uma refeição, mas a possibilidade de trocar ideias, compartilhar experiências vividas ao longo do dia, estreitar laços, reforçar vínculos.

– Incentivo à boa alimentação – As crianças aprendem pelo exemplo, não pelas palavra e isso também vale para a alimentação. As refeições em família são fundamentais para incentivar bons hábitos alimentares.

– Mais atenção àquilo que se ingere – Ao comer em companhia, há maior possiblidade de prestar atenção ao que se ingere do que em frente à televisão.

Tudo o que está acima escrito, alinha-se a proposta de mindful eating. Ao praticar mindfulness (atenção plena)  e levar ao momento da refeição, é possível perceber melhor padrões, comportamentos, por exemplo: Há pessoas que com amigos, comem menos, outras comem mais. E, levando curiosidade para todo o processo, porque será que como menos quando estou com amigos e família, porque estou me nutrindo de outras formas, em outros corpos (emocional, psicológico) ou ao comer mais quando estou com colegas de trabalho e as vezes com amigos, será que é a ansiedade que está indo para o prato? A partir da consciência baseada em atenção plena talvez seja possível perceber o quanto o ambiente externo me influencia, o local em que realizo as refeições, sons, ruídos, utensílios, o quanto a emoção influencia escolhas alimentares ou ainda quanto procuro restringir o que como diante de outras pessoas por autojulgamentos.

E aí vem a pergunta, mas como posso praticar mindful eating (consciência alimentar baseada em mindfulness) e ao mesmo tempo estar com amigos, familiares, colegas? Não preciso estar sozinho, em silêncio para me concentrar? Claro que não! Acha mesmo que estando sozinho, em silêncio, está mais atento? Na solidão, muitas vezes é o momento em que mais conversas mentais surgem e não permitem perceber o que foi para o prato.

Algumas dicas para levar mindful eating para os eventos sociais:

– Evite sair para festas, encontros ou outros eventos sem comer nada ou com muita fome; se você estiver faminto, não haverá consciência alimentar, o corpo só vai querer resolver o problema e a tendência nestas circunstâncias é comer demais;

– Procure fazer uma pausa antes de começar a comer, respire mais profundamente duas ou três vezes, em vez de ir para a refeição no turbilhão do dia a dia;

– Perceba como está sua mente, coração, corpo, ou seja, os pensamentos, sentimentos e sensações presentes e reconhecendo o que está, a fim de que seu prato não seja preenchido reativamente;

– Divida a atenção entre o seu prato, o que está comendo, saboreando cada garfada, com a conversa com sua companhia; não será possível falar de boa cheia, então aproveite e desfrute o que estiver na boca, momento a momento, cada bocado;

– Mantenha a intenção de nutrir-se, procurando não julgar, acreditando mais nas sensações do corpo do que nas conversas da mente;

– Conecte-se com você, com as pessoas à sua volta e, nas refeições, desligue a TV, o celular;

– Respeite seu paladar, seu corpo, iniciando e encerrando as refeições a partir dos sinais que seu corpo envia, fortalecendo sua sabedoria interna; nem comer pouco demais e ficar com fome e nem em excesso para não se sentir mal.  Que as refeições em companhia possam subtrair tristezas, multiplicar vínculos, dividir saberes e somar força e amor às relações!

Acesse a nossa agenda e participe de um programa de Mindful Eating https://spmindfulness.com.br/agenda

 

ENVIE SUA MENSAGEM

15 + 11 =

ENTRE EM CONTATO

EMAIL
contato@spmindfulness.com.br

WHATSAPP
(11) 94977-0771

REDES SOCIAIS

[et_social_follow icon_style=”slide” icon_shape=”rounded” icons_location=”left” col_number=”auto” outer_color=”dark”]

NOSSOS ENDEREÇOS

UNIDADE VILA CLEMENTINO
Rua Pedro de Toledo, 129 – Sala 33

UNIDADE PINHEIROS
Rua Amaro Cavalheiro, 347 – CJ 306

UNIDADE PAULISTA
Rua Teixeira da Silva, 329 – CJ 91